Arquivo do mês: julho 2011

Meia-noite em Paris – O gracioso embuste de Woody Allen

O circuito atual de cinema consegue, ele mesmo, ser autocrítico. Quando se lê a programação nos jornais, a quantidade de filmes que são sequências é absurda, a despeito da qualidade individual de uma obra ou de outra. Pode ser que … Continuar lendo

Publicado em Análises, Cinema | Marcado com , | Deixe um comentário